Mensagem do Dia Mundial da Normalização

14 de outubro de 2007

As normas e o cidadão: contribuindo para a sociedade

 

Sr. Renzo TANI, Presidente da IEC

Sr. Hákan MURBY, Presidente da ISO

Dr. Hamadoun TOURÉ, Secretário Geral da ITU

A Aldeia Global traz uma ampla gama de direitos e obrigações aos cidadãos, que incluem os direitos à segurança, saúde e acesso à informação. As obrigações incluem a proteção do meio ambiente e o respeito à segurança, propriedade e privacidade dos outros. As normas ajudam os cidadãos a exercer esses direitos e obrigações. Isso é feito, por exemplo, oferecendo aos consumidores informação e proteção, assegurando a qualidade de produtos e serviços, definindo requisitos ou dando orientação relacionada com o meio ambiente e outros assuntos que importam aos cidadãos, incluindo igualdade social, saúde, segurança, informação e comunicação e comércio justo.

Um mundo sem normas seria logo imobilizado. O transporte e o comércio seriam prejudicados. A Internet simplesmente não funcionaria. Centenas de milhares de sistemas dependentes de tecnologias de informação e comunicação parariam ou falhariam. De governo e bancos a serviços médicos, controle de tráfego aéreo, serviços de emergência, defesa civil e até diplomacia internacional. Assim, muitos aspectos do mundo moderno dependem fortemente de normas.

É difícil exagerar a importância das normas em nossa vida diária. Considere as normas que se relacionam com a leitura desta mensagem. Se você está sentado diante da tela de um computador, centenas de normas estão operando fazendo funcionar o computador, permitindo o acesso à Internet, e até definindo as fontes e o formato do texto. Se você está lendo esta mensagem em papel, o tamanho do papel está provavelmente de acordo com uma norma que simplifica os processos de impressão e distribuição. A fonte de alimentação para seu computador e impressora, a iluminação, aquecimento ou ar condicionado – tudo, em alguma medida, se apóia em normas.

Sem normas, imagine o quanto seria difícil – ou mesmo perigoso – executar tarefas diárias comuns. Normas de segurança para máquinas nos protegem no trabalho e no lazer. Em casa, as normas fazem com que aparelhos ligados à rede elétrica estejam em linha com cuidados ambientais que evitam o aquecimento global. Nossos sistemas de áudio, aparelhos de televisão e reprodutores de DVD, celulares e WiFi cumprem normas que os fazem compatíveis com outros sistemas. De reprodutores portáteis de vídeo e música a educação on-line, telemedicina, operação de bancos pela Internet e sistemas de navegação por satélite para nossos carros e aviões, onde estaríamos sem normas, em um mundo de crescente conectividade?

O trabalho da IEC, ISO e ITU no desenvolvimento de normas internacionais abre mercados, mas também traz proteção ambiental, segurança, saúde e acesso a informação e conhecimento. Normas cada vez mais internacionais estão ajudando a derrubar barreiras entre nações ricas e pobres. A normalização ajuda a que se ofereça qualidade maior a custos mais baixos, assegurando que exista a concorrência entre fornecedores. Torna mais fácil aos consumidores fazer uma escolha ponderada entre os produtos e serviços que desejam adquirir.

A normalização internacional tem existido por mais de 150 anos. Hoje, com a compreensão de que as normas podem expandir muito o mercado para as inovações tecnológicas, a indústria investe bilhões de dólares em normalização. As normas incentivam o comércio saudável e preços justos. Normas globais desenvolvidas em processos abertos e com consenso entre todos os envolvidos dão acesso a mercados globais.

Enquanto nos movemos em direção ao futuro, o trabalho da IEC, ISO e ITU continuará a facilitar a economia mundial, contribuindo para o bem estar de todos os habitantes do mundo.

Puma