Dia Mundial da Normalização
Para a data celebrada tradicionalmente em 14 de outubro, os três principais organismos internacionais de normalização escolheram este ano o tema Edifícios inteligentes e sustentáveis, como uma reflexão sobre a importância da aplicação de normas técnicas para que as construções sejam não apenas seguras e de qualidade, mas contemplem requisitos os avanços da tecnologia e da sustentabilidade.
A mensagem do Dia Mundial da Normalização é assinada por Jacques Régis, presidente da International Electrotechnical Commission (IEC), Håkan Murby, presidente da International Organization for Standardization (ISO), e  Hamadoun Touré, secretário geral da International Telecommunication Union (ITU).

 

Mensagem do Dia Mundial da Normalização

14 de outubro de 2008

Edifícios inteligentes e sustentáveis

 
Nosso crescente ambiente urbano se depara com novas construções tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento por todo o mundo. O trabalho é essencial para atender as necessidades de uma população mundial que mais do que dobrou desde 1950. Não é de se surpreender, no entanto, que o setor da construção tenha crescido, tornando-se uma das maiores indústrias mundiais, com grandes conseqüências nas três dimensões do desenvolvimento sustentável - econômica, social e ambiental.
Com tanto em jogo, os princípios da sustentabilidade precisam estar associados à necessidade crescente de conectividade com a tecnologia da informação e comunicação (TIC) para prédios inteligentes que otimizam a eficiência energética, a segurança, a proteção, a comunicação e o puro conforto. As normas internacionais desenvolvidas pela IEC, ISO e ITU proporcionam os meios pelos quais os princípios e a conectividade das TIC são traduzidos em aplicações práticas e implementados de maneira eficiente e eficaz em escala mundial.
Hoje, novos edifícios comerciais, governamentais e residenciais podem precisar atender a várias demandas: desde a resistência ao fogo e a enchentes, desastres naturais e ataques terroristas, passando por eficiência energética e um reduzido impacto ambiental, até a facilidade de integração com redes de TIC, bem como facilidade de acesso para pessoas com necessidades especiais e idosos.
As edificações representam uma grande parte dos patrimônios econômicos de pessoas, organizações e nações. O setor é um importante gerador de empregos; os materiais e processos de construção têm um impacto na saúde e segurança tanto dos operários quanto das pessoas que vivem ou trabalham nos edifícios, e a qualidade das obras tem uma influência direta na qualidade de vida. E a partir de uma perspectiva ambiental, a construção é um imenso consumidor de recursos naturais bem como um gerador de grandes quantidades de resíduos e poluição. Além disso, os edifícios são usuários significativos de energia, com sua respectiva emissão de gases de efeito estufa. 
O consenso internacional entre os países e entre os interessados, no qual as normas da IEC, ISO e ITU são baseadas, estimula sua implementação mundial. O consenso internacional sobre as normas para a mitigação de mudanças climáticas, economia energética, terminologia ambiental, desempenho ambiental, declaração ambiental de produtos de construção, contabilização e verificação de eficiência energética e emissão de gás de efeito estufa fornece uma base sólida para projetistas e arquitetos, engenheiros, proprietários e autoridades governamentais para o desenvolvimento de edificações sustentáveis. 
O trabalho da IEC, ISO e ITU ajuda a unir sustentabilidade e inteligência de edifícios através de normas que facilitam a conectividade de novos edifícios. O setor de construção incorpora cada vez mais equipamentos eletrônicos que se associam a redes, distribuindo e usando informação e mídia digital. Por exemplo, ter o controle remoto da iluminação, da calefação, de aparelhos e de sistemas de segurança está tornando a "construção inteligente" uma realidade. Dadas as várias tecnologias envolvidas, normas internacionais que permitem a interoperabilidade e segurança são essenciais para que valor e opção sejam agregados aos consumidores, possibilitando o uso de diversos produtos, serviços e fornecedores, e assim acelerando o desenvolvimento e crescimento do mercado. 
As normas internacionais da IEC, ISO e ITU aplicáveis às construções atuais aumentam a eficiência produtiva, otimizam os recursos, disseminam conhecimento, facilitam o livre comércio e competição leal, e simplificam o projeto e planejamento das edificações. Entre outros benefícios estão produtos e obras com preços competitivos, nível de segurança e qualidade mais alto, custos mais baixos de utilização, menos acidentes e rápida disseminação de novas tecnologias para uma melhor qualidade de vida dos usuários e ocupantes dos edifícios.
As normas internacionais ajudam a garantir não apenas os requisitos básicos de qualidade e segurança, mas também a incorporação de novas tecnologias para a construção e operação de edifícios inteligentes e sustentáveis.