Motoristas devem estar atentos aos itens de segurança na hora da compra do novo modelo

Por determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a partir do dia 1º de abril todos os motoristas deverão fazer a troca de seus extintores de incêndio automotivos para os modelos com cargas de pó ABC. A medida é válida em todo o país e prevê multa para os que não realizarem a troca do modelo. A mudança visa garantir maior eficiência no combate ao incêndio, uma vez que os equipamentos com pó ABC são mais eficientes em todas as classes A (aparas de madeira), B (líquidos inflamáveis) e C (equipamentos elétricos) do que os utilizados atualmente voltados para as classes B e C somente.

Itens obrigatórios e de extrema importância, os extintores devem ser fabricados de acordo com as orientações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A norma ABNT NBR 15808 - Extintores de incêndio portáteis -  estabelece padrões de segurança que garantem a qualidade e melhor eficiência do produto para consumidor. A ABNT lista algumas orientações da norma e que devem ser observadas pelos motoristas na hora da compra do material:

Ø  Todos os extintores devem ser providos de meios que impeçam seu acionamento acidental (trava de segurança);

Ø  Toda trava deve possuir um sistema de lacre que evidencie sua utilização;

Ø  O recipiente para o agente extintor deve ser na cor vermelha;

Ø  No quadro de instruções, devem constar bem legíveis e de maneira indelével, entre outras informações: classes de fogo representadas por um conjunto de símbolos gráficos, razão social do fabricante, faixa de temperatura de operação (Ex: ⁰ Celsius), grau de capacidade extintora e instruções de operações;

Ø  O manual do usuário deve ser fornecido com cada extintor. Esse manual deve conter as instruções necessárias, advertências e cuidados para o transporte, instalação pretendida, uso e inspeção do extintor.

Para saber um pouco mais sobre essa e outras normas referentes ao assunto acesse www.abnt.org.br/catalogo.

Sobre a ABNT

A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela gestão do processo de elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC), influenciando o conteúdo de normas e procurando garantir condições de competitividade aos produtos e serviços brasileiros, além de exercer seu papel social.

 

Informações com a imprensa

Approach Comunicação Integrada

(11) 3846-5487

Gustavo Campiolo – gustavo.campiolo@approach.com.br – Ramal 50 – (11) 98205-1118

João Carlos Godoyjoao.godoy@approach.com.br – Ramal 46 – (11) 96327-5781

Nouvelles sandales