Representantes da UNIDO, Eureciclo e Wise S.A também participarão de evento virtual que abordará o tema no dia 25 de fevereiro

A ABNT realiza no dia 25 de fevereiro, às 16h, um bate-papo virtual para discutir questões como a transformação de sucatas plásticas que saem do Ecoparque até se transformarem em produto final para uso do consumidor, destinação de resíduos urbanos e industriais via aproveitamento energético, Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e atribuições dos agentes do ciclo de vida dos produtos, economia circular e logística reversa.

Participam da live, Mario William Esper, Presidente da ABNT; Luis Felipe Dornfeld Colturato - Especialista em Resíduos e Biogás pelo projeto GEF Biogás Brasil e consultor da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO); Fabricio Soler - Professor, Consultor Jurídico do projeto GEF Biogás Brasil pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), e Consultor Jurídico da CNI; Bruno Igel, Managing Director da Wise S.A; Luiz Carlos Busato, Coordenador da Comissão Especial da ABNT responsável pela norma ABNT "NBR 16849- Resíduos sólidos urbanos para fins energéticos — Requisitos"; Thiago Carvalho Pinto, CEO e fundador da Eureciclo; Sr. Pedro Ronald Maranhão Braga Borges - Secretário Nacional do Ministério do Desenvolvimento Regional; Dra. Mauren Lazzaretti - Presidente da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (ABEMA) e Secretária de Meio Ambiente do Mato Grosso.

Ecoparques têm em seu escopo coleta urbana, classificação de resíduos, aterros sanitários, cadeia específica de resíduo de construção civil e de resíduos de serviços da saúde, destinação (descarte) e aterros de resíduos. De modo geral, é onde se destina e se trata resíduos sólidos urbanos (RSU). É o local onde o material deve ser preparado e na primeira etapa deve passar por um tratamento mecânico, onde é gerado o CDR e os recicláveis. Depois, os finos orgânicos podem ir para secagem, biodigestão, compostagem ou mecanização.

A ABNT, em parceria com a Abema (Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente), está trabalhando em um plano para elaborar normas para cada uma dessas etapas. Além disso, o convênio firmado recentemente com a Abema tem o objetivo de fazer uma força-tarefa para atualizar e elaborar novas normas referentes aos setores de meio ambiente, resíduos e saneamento.

Na área específica de saneamento, a ABNT mantém em seu acervo 208 normas já publicadas (através do Comitê Brasileiro de Saneamento Básico ABNT/CB-177) e 73 projetos em andamento. Na área de resíduos, são 27 normas publicadas e 7 projetos em andamento. Desse total, 25 normas sobre resíduos estão desatualizadas e necessitam de revisão com urgência para que possam atender à Lei de Liberdade Econômica, que estabelece que quando não existir norma ou quando esta estiver desatualizada, será adotada uma norma internacional. Como um dos objetivos da ABNT é participar mais efetivamente da normalização internacional, sendo protagonista e defendendo os interesses do Brasil, esse trabalho torna-se muito importante.

Além disso, houve uma mudança de paradigma nos últimos anos: a transição da economia linear para a economia circular, em que resíduos de um setor são aproveitados por outro como matéria-prima atendendo à estratégia de retornar, produzir e usar. Nesse cenário, a atualização do acervo de normas torna-se ainda mais essencial.

Serviço
Data: 25/02
Horário: 16h
Local: Canal da ABNT no YouTube
Inscrições:www.sympla.com.br/webinar-ecoparques__1125186

Sobre a ABNT

A ABNT é o único Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 28 de setembro de 1940, e confirmado pelo Governo Federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela elaboração das Normas Brasileiras (NBR), destinadas aos mais diversos setores. A ABNT participa da normalização regional na Associação Mercosul de Normalização (AMN) e na Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas (Copant) e da normalização internacional na International Organization for Standardization (ISO) e na International Electrotechnical Commission (IEC).

Desde 1950, atua também na área de certificação, atendendo grandes e pequenas empresas, nacionais e estrangeiras. Possui atualmente mais de 400 programas de certificação, destinados a produtos, sistemas e verificação de gases de efeito estufa, entre outros. A sociedade identifica na Marca de Conformidade ABNT a garantia de que está adquirindo produtos e serviços em conformidade, atendendo aos mais rigorosos critérios de qualidade. A ABNT Certificadora tem atuação marcante nas Américas, Europa e Ásia, realizando auditorias em mais de 30 países.

Assessoria de Imprensa

Monalisa Zia

11 3017.3660

Monalisa.zia@abnt.org.br

Approach Comunicação

Patricia Mattos
patricia.mattos@approach.com.br

19 99950.2252

Cintia Beck
cintia.beck@approach.com.br

11 96329.3499

Adidas shoesNike