A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) iniciou o processo de Análise Sistemática do segundo semestre, visando à apreciação de Normas Brasileiras publicadas no período de 1998 a 2001 que não foram atualizadas.

Foram incluídas 90 normas elaboradas no âmbito do Comitê Brasileiro da Construção Civil (ABNT/CB-02). São documentos que tratam de processos construtivos, instalações e sistemas de saneamento e estabelecem requisitos para materiais como tubos e conexões, ferragens e perfis de PVC, entre outros temas. Confira algumas delas:

• ABNT NBR 5626:1996 - Instalação predial de água fria
• ABNT NBR 5628:2001 - Componentes construtivos estruturais - Determinação da resistência ao fogo
• ABNT NBR 7200:1998 - Execução de revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas - Procedimento
• ABNT NBR 9077:2001 - Saídas de emergência em edifícios
• ABNT NBR 14651:2001 - Fechaduras para portas de vidro – Requisitos

As normas estão disponíveis para consulta da sociedade no endereço http://www.abnt.org.br/consultanacional/). Até o dia 1º de setembro, os interessados podem avaliar os documentos, utilizando as seguintes opções:
- Aprovar sem restrições: a norma é confirmada com o seu conteúdo atual e não necessita de nenhuma alteração técnica ou de forma.
- Aprovar com observações de forma: a norma está atualizada em seu conteúdo, porém necessita de alguma alteração de forma (por exemplo, a correção de frases, palavras, figuras etc.).
- Não aprovar pelas objeções técnicas: a norma está com o seu conteúdo técnico desatualizado, comprometendo a sua utilização. Neste caso deve-se indicar se necessita de revisão ou cancelamento, apresentando a respectiva justificativa.

ABNT

A ABNT é o Foro Nacional de Normalização, por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação em 28 de setembro de 1940 e confirmado pelo governo federal por meio de diversos instrumentos legais. É responsável pela publicação das Normas Brasileiras (NBR), elaboradas por seus Comitês Brasileiros (ABNT/CB), Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) ou pelas Comissões de Estudo Especiais (ABNT/CEE) por ela credenciados. Os comitês são organizados numa base setorial, por área de conhecimento, ou para tratar de temas de normalização que interessem a diversos setores, como é o caso da Qualidade, da Gestão Ambiental e da Responsabilidade Social. Atualmente, a ABNT reúne 166 comitês técnicos e mantém um acervo com cerca de 10 mil normas.