Vem aí uma norma para o pãozinho nosso de cada dia. A elaboração está a cargo da Comissão de Estudo Especial de Pão do Dia Tipo Francês (ABNT/CEE-160), instalada no dia 15 de fevereiro, em evento da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP), realizado na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília.

A criação desta Comissão foi solicitada à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Nacional) e pela Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip). As entidades apresentaram como justificativas a importância deste produto no lucro das padarias e a necessidade de se estabelecer um padrão de qualidade que compreenda a composição, o processo produtivo e as propriedades organolépticas do pão do dia tipo francês.
A ABNT/CEE-160 foi criada e instalada em tempo recorde. “Tudo aconteceu no prazo de quinze dias, para aproveitarmos um evento nacional, em que as partes interessadas estavam representadas”, comenta a gerente do Processo de Normalização da ABNT, Márcia Cristina de Oliveira. O empenho e a agilidade da ABNT mereceram elogios do Sebrae Nacional.

Participaram da reunião em Brasília representantes do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de São Paulo (Sindipan), da Associação dos Industriais de Panificação e Confeitaria de São Paulo (Aipan), da Associação dos Industriais de Panificação de Pernambuco (AIPP), do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Brasília (Siab) e do Sebrae Nacional, entre outros.
Como as padarias, em sua maioria, são micro e pequenas empresas (MPE), a Comissão de Estudo Especial de Pão do Dia Tipo Francês foi incluída no Projeto ABNT/Sebrae,  que vem sendo desenvolvido há cerca de três anos. Esta iniciativa tem o objetivo de promover o envolvimento das MPE na elaboração de Normas Técnicas e incentivar o seu uso.

Entidades locais e regionais terão o apoio do Projeto para participar das reuniões da ABNT/CEE, o que poderá ser feito mesmo à distância, por meio do Livelink, a ferramenta de compartilhamento de informações da ABNT. A nova norma deverá ser submetida à Consulta Nacional no prazo de 18 meses.