#ABNTODS2030

A conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos fazem parte do ODS 14. Uma das atividades com alto crescimento no país e no mundo, a aquicultura possui um importante papel econômico e social, influenciando na geração de emprego, renda e promoção da igualdade social. Porém, é necessário que a pesca seja realizada de forma responsável, respeitando o meio ambiente.

A rastreabilidade dos peixes e a gestão ambiental dos recursos marinhos são o foco do Comitê da ISO de Pesca e Aquicultura (ISO/ TC 234), que oferece uma oportunidade única de participar do desenvolvimento da pesca e da aquicultura de maneira a respeitar o desenvolvimento sustentável.

No Brasil, a ABNT por meio da Comissão de Estudo Especial de Aquicultura (ABNT/CEE-192), desenvolve normas técnicas também no campo de aquicultura, compreendendo boas práticas higiênico-sanitárias e de manejo, aspectos de segurança, qualidade do produto final, bem-estar animal, insumos (alimentação, alevinos e sementes etc), controle e monitoramento ambiental, rastreabilidade, qualidade da água e critérios e sustentabilidade, no que concerne, a terminologia e requisitos, excluindo o estabelecimento de valores limites para controle e monitoramento ambiental.