Foi lançado nesta terça-feira (3/12), o Programa Saneamento Brasil Rural, durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília. O evento  contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, vários ministros, entres eles da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, Osmar Terra, da Cidadania, Augusto Heleno, do GSI e o presidente da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), Ronaldo Nogueira. A ABNT também esteve representada pelo vice-presidente e presidente eleito, Mario William Esper e pelo diretor-geral, Ricardo Fragoso.

O Programa Saneamento Brasil Rural, de responsabilidade da Funasa, tem como objetivo universalizar o acesso ao saneamento básico para as populações das áreas rurais brasileiras. Aproximadamente 40 milhões de pessoas serão beneficiadas com ampliação do abastecimento de água, instalações hidrossanitárias (água e esgoto), esgotamento sanitário e manejo de resíduos sólidos.

Atualmente,estão disponíveis 219 normas técnicas, elaboradas pelo Comitê Brasileiro de Saneamento Básico (ABNT/CB-177), e mais três normas elaboradas pela Comissão de Estudo Especial de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário (ABNT/CEE-166). Neste ano, foi instalada também na ABNT, a Comissão de Estudo de Resíduos Sólidos para Fins Energéticos.



Ronaldo Nogueira, presidente da Funasa e Mario William Esper, vice-presidente e presidente eleito da ABNT.