Em virtude do agravamento do COVID-19, considerando as recomendações das autoridades competentes e em comprometimento com os colaboradores e clientes, a ABNT adotou algumas medidas para que suas atividades continuem normais. De 23 de março a 24 de abril, a princípio, foi adotado o sistema de trabalho home office, porém algumas áreas ainda manterão o revezamento. Além disso, as reuniões agendadas dos Comitês Brasileiros foram modificadas para acontecerem online, possibilitando a participação de todos de qualquer lugar..

Todas as medidas necessárias foram tomadas, como afastamento do grupo de risco, adiamento de viagens nacionais e internacionais, monitoramento de colaboradores que apresentarem sintomas, além da disponibilização de álcool em gel nas dependências do escritório e intensificação da limpeza.

Este é um momento delicado para muitas empresas que não estavam preparadas para a gestão de uma crise como essa. Trabalhar home office é ter disciplina. É a primeira vez na ABNT que essa experiência está acontecendo e até o momento nenhuma atividade foi prejudicada. O comprometimento e a responsabilidade são fundamentais, afinal esse esforço é para o bem de todos.

Além de todo o esforço, a ABNT continua em plena atividade, pois as normas técnicas são fundamentais na produção de produtos como luvas, máscaras, respiradores, entre outros. O Comitê Brasileiro Odonto-Médico-Hospitalar (ABNT/CB-026) é responsável pela Normalização de materiais, artigos, aparelhos, dispositivos, instrumentos e acessórios cujo uso ou aplicação na prática médica, hospitalar, odontológica e de laboratório estejam associados às ações e serviços de saúde, no que concerne a terminologia, requisitos, métodos de ensaio e generalidades.

Em conversa com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a ABNT está verificando qual a forma mais efetiva para colaborar neste momento.

Para saber mais informações sobre as normas dessa área entre em contato com a analista responsável, Milena Pires (milena.pires@abnt.org.br).