No último dia 23, a ABNT participou de uma reunião com o secretário nacional de Saneamento, do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Sr. Pedro Maranhão e equipe. Da parte da ABNT participaram o presidente, Mario William Esper e o diretor-geral, Ricardo Fragoso.


Ao fazer a apresentação sobre o tema saneamento e resíduos, Mario William destacou a importância da atualização das normas de saneamento, visto que hoje, a ABNT possui 224 normas publicadas e 10 Projetos de normas em andamento, que estão concentradas no Comitê Brasileiro de Saneamento Básico (ABNT/CB-177). Além disso, também conta com 27 normas publicadas e 7 projetos em andamento sobre resíduos.

Com a nova lei de liberdade econômica é necessário manter todas as normas atualizadas para não correr o risco de ter que adotar uma norma internacional. Mais de 130 normas, do total publicado sobre saneamento tem mais de 20 anos, sendo apenas 47 delas com 5 anos. Sendo assim, a ABNT propôs à Secretaria que sejam feitos trabalhos em conjunto para a atualização dos documentos.

O secretário Pedro Maranhão mostrou-se interessado em participar tanto da atualização das normas, como da normalização internacional, visto que o novo marco legal de saneamento tem como objetivo principal universalizar e qualificar a prestação dos serviços no setor. A meta do Governo Federal é alcançar a universalização até 2033, garantindo que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90% ao tratamento e a coleta de esgoto.