A ABNT participou da Reunião do Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic), cujo tema foi "Retomada de obras com previsibilidade e segurança jurídica.

Na ocasião, Mario William Esper, presidente da ABNT participou e fez uma apresentação sobre a Prática Recomendada de Relações Institucionais e Governamentais (RIG) - ABNT PR 1001:2020. "Em julho de 2019, o então presidente da Assoiciação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), Guilherme Cunha Costa sugeriu a possibilidade de elaborar uma norma ABNT para Relações Institucionais e Governamentais. Aceitamos a proposta e demos início ao planejamento dos trabalhos. Em novembro realizou-se a primeira das três reuniões da Comissão, formada por especialistas da ABNT e Abrig. Em dezembro, já tínhamos a primeira minuta da Prática Recomendada pronta, que foi apresentada, durante evento na Abiplast, com a presença do Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, do Ministério da Economia, Carlos Da Costa; do ex-ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Luiz Navarro e do deputado federal, Marcelo Ramos".

A ABNT PR 1001 fornece orientações e recomendações de conduta e de atuação pelas quais profissionais e organizações do setor devem se pautar em suas atividades. O documento atende a demanda crescente por práticas éticas e transparentes no campo das Relações Institucionais e Governamentais e proporciona uma evolução nas formas de gestão do diálogo institucional entre representantes da sociedade e autoridades constituídas, visando entendimento permanente. Foi elaborada com base na experiência de organismos reconhecidos em âmbito mundial como, principalmente a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a Transparência Internacional e União Europeia.

 

"Destaco a contribuição do material da OCDE utilizado como referência, pois reúne normas e outros documentos de 40 países. Por sinal, a OCDE, da qual o Brasil participa desde 2017, recomenda que seus países-membros tenham legislação específica sobre o tema. A ABNT teve permissão oficial da OCDE para usar esse documento como base, reuniu os profissionais mais competentes do Brasil junto com a Abrig e elaborou a Prática Recomendada, que vem sendo muito bem vista e aceita pela sociedade brasileira", ressaltou Mario.

A reunião também teve outras apresentações:

  • Panorama das obras no Brasil - Cláudia Viegas, Sindicato Nacional da Construção Pesada-Infraestrutura (Sinicon);
  • Quem somos e o que queremos (Conteúdo, Forma e Time) -  Manuel Rossito, vice-presidente do Consic;
  • Máquinas, canteiros de obras e instalações Carlos Alberto Laurito, diretor administrativo da Associação Brasileira dos Sindicatos e Associações de Classe de Infraestruturas (Brasinfra);
  • Materiais - Rodrigo Navarro, presidente executivo da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat);
  • Mão-de-obra - Paulo Sérgio Saran, engenheiro  e Ricardo Figueiredo Terra, diretor regional do SENAI/SP;
  • EVTEA (Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental) - Marcio Loucatelli, conselheiro do Consic;
  • COVID e Indústria da Construção -Marcelo Vieira (FIPE);
  • Garantias Contratuais - André Dabus, presidente do Conselho Fiscal da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar);
  • Segurança Jurídica - Marcos Peres (OAB-SP).