A ABNT, representada por seu presidente Mario William Esper participou da abertura do 62° Congresso Brasileiro do Concreto.

O Congresso é considerado o maior evento científico do hemisfério sul na área de concreto, seus materiais e aplicações e o tema deste ano "Uso e Operações das estruturas de Concreto" é muito apropriado, tendo em vista, a projeção da retomada da economia, refletindo-se na construção civil, por força de novas demandas do mercado imobiliário, declarou Esper.

A pandemia não paralisou obras e este esforço do setor levanta questões como qualidade, desempenho e sustentabilidade, que devem fazer parte de todos os projetos do setor .

"Nesse momento o Brasil passa por transformação de modernização de suas leis e marcos regulatórios e as normas ABNT tornam-se de fundamental importância para melhorias da competitividade e do ambiente de negócios", afirmou Esper.

Além disso, Esper ressaltou que até o dia 1º de abril, o presidente da República deverá sancionar o Projeto de Lei 4253 do Senado Federal que irá substituir a lei 8666 de Licitações e Contratos Administrativos, que merecem alguns pontos importantes de destaque:

  • A lei estabelece margem preferencial para bens e produtos em licitações nacionais e internacionais que atendam as normas técnicas;
  • No artigo 42, no tocante à Prova de Qualidade, diz que deve comprovar o atendimento as normas ABNT;
  • Sobre o Prazo de Garantia mínimo, deve observar os prazos mínimos estabelecidos nas leis e nas normas;
  • E todas as definições de soluções do projeto devem obedecer as normas técnicas.

Para finalizar, parabenizou o presidente Paulo Helene pela brilhante condução do Ibracon durante toda essa fase conturbada da pandemia e desejou sucesso ao congresso.

Confira aqui a abertura na íntegra.